Subseção e Comissão realizarão Ato cobrando providências por danos causados por lama da Samarco

A Comissão de Meio Ambiente da OAB-ES e a Subseção de Colatina, idealizadora da iniciativa, vão realizar em novembro um Ato para cobrar providências relacionadas aos danos causados depois da tragédia ocorrida pelo rompimento da barragem da Samarco em Mariana-MG. O ato será realizado com a participação de toda sociedade civil.

O Ato foi deliberado durante reunião da Comissão e dos presidentes das comissões regionais das Subseções, ocorrida pela primeira vez, para integrar os trabalhos.

De acordo com o presidente da Comissão, Pedro Luiz de Andrade, a Comissão também está tratando como prioridade, juntamente com a Subcomissão de Colatina, a questão da água potável no município. “Desde o acidente a água é insalubre, por isso vamos atuar como mediadores junto ao Ministério Público Estadual e Federal”, afirmou.

Os danos ambientais ocorridos no Estado farão parte da agenda comum do Fórum formado pelas comissões, que vai se encontrar ordinariamente a cada dois meses.
keyboard_arrow_up