Simulação de mediação empresarial termina em acordo parcial

Simulação de mediação. Foto: Divulgação.
Simulação de mediação. Foto: Divulgação.

Terminou em acordo parcial a simulação de mediação empresarial realizada pela Subcomissão de Mediação e Arbitragem da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES) com estudantes na noite desta segunda-feira (17). O evento foi realizado na sede da Seccional, em Vitória, com sete alunos da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O caso, fictício, tratava da exclusão de um sócio da empresa devido a investigações realizadas contra ele. Ao fim da simulação, ficou acordado entre as partes que uma nota pública conjunta seria publicada para atestar que o sócio não é investigado por atos cometidos na empresa da qual está sendo excluído.

Foi acertado ainda a realização de uma nova audiência para determinar possíveis compensações financeiras pela exclusão do sócio da empresa.  Quatro advogados instruíram os estudantes no trabalho.

O evento aconteceu em parceria com o Núcleo de Estudos de Arbitragem e Processo Internacional da Ufes (NEAP). A proposta foi mostrar aos advogados e estudantes como funciona na prática uma simulação, já que, geralmente, na faculdade o ensino é voltado para a parte teórica.

“É ainda pouco debatido nas faculdades.  O profissional sai sem os devidos métodos de resolução da disputa que fogem ao litígio. Vemos que existe descompasso da importância desse tema”, disse o vice-presidente da Comissão, Roberto Baumgarten Kuster.

Kuster alertou que a mediação é uma tendência e que ações como a desenvolvida na Ordem ajudam a preparar os jovens advogados para esses novos meios de solução de conflitos. Ainda de acordo com Roberto Kuster, nesta terça (18), membros da Comissão e estudantes vão participar de uma competição nacional em Porto Alegre de mediação empresarial.

keyboard_arrow_up