Direitos Humanos

OAB-ES realiza inspeção no Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro



A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Espírito Santo (OAB-ES) realizou, nessa quarta-feira (08), por meio dos representantes da Comissão de Direitos Humanos e representantes da 2ª Subseção de Cachoeiro de Itapemirim e 7ª subseção de Alegre, uma inspeção no Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro.

O grupo visitou toda a estrutura, as galerias, os ambientes da área de saúde e de educação e conversaram com profissionais e com detentos.

De acordo com a coordenadora da Comissão de Direitos Humanos da 2ª Subseção, Mariana Pontis Duarte, a unidade opera quase três vezes mais que capacidade máxima, o que traz incontáveis prejuízos a todos os envolvidos no contexto: "A superlotação afeta diretamente nos direitos básicos dos internos e no bem-estar físico e psicológico dos funcionários da unidade, criando um ciclo vicioso de estresse mútuo. Estamos fazendo um levantamento com as impressões dos advogados que estiveram durante a visita e vamos preparar um relatório. A partir daí, vamos oficiar órgãos responsáveis e sugerir providências. Nosso norte é ouvir e abarcar todas as figuras envolvidas no contexto, superando o mito de que os trabalhos se concentram somente na figura do interno”.

Também participaram da inspeção o membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB-ES, Vagner Luís Scursulim, e as advogadas Juliana Veronez Passabom, Trícia Lorencini, Viviane Lupim e Cristiane Marinato
keyboard_arrow_up