OAB-ES denuncia à Polícia Federal ameaça a integrantes de Comissão de Direitos Humanos

OAB-ES protocolou denúncia na Polícia Federal. Foto: Divulgação.
OAB-ES protocolou denúncia na Polícia Federal. Foto: Divulgação.

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES), registrou nessa quinta-feira (18) na Polícia Federal notícia-crime contra ameaça veiculada nas redes sociais em face dos integrantes da Comissão de Direitos Humanos da Ordem. De acordo com a denúncia, no perfil “Orgulho em ser de Direita 2.0”, foi postada e amplamente compartilhada a seguinte mensagem:

“Parece mentira, mas é real. Comissão de Direitos Humanos do Espírito Santo chegando agora para dialogar com o governo e tentar impedir que o exército contenha os bandidos de forma mais enérgica. Tá na hora da sociedade meter a porrada nesses crápulas (sic) ”, diz o post realizado por um usuário da rede.

O autor da mensagem, que nominou no texto todos os integrantes da Comissão, possui em sua conta o expressivo número de 2.097 seguidores. É importante destacar que o texto em questão teve grande repercussão, sendo compartilhada por mais de 110 outros usuários.

"Se foi brincadeira foi de mau gosto. Se foi algo concreto, eles erraram de alvo porque a Ordem não tem medo desse tipo de gente que não sabe conviver com os humanos. Aos fascistas, aqueles que tentam intimidar os defensores dos direitos humanos, quero dizer que não nos metem nenhum medo. A OAB-ES não se intimidará. Pedimos a apuração dos fatos porque é preciso desmascarar aqueles que em pleno século XXI não sabem respeitar o diálogo", declarou o presidente da Ordem, Homero Mafra.  

Diante da gravidade da matéria, que certamente coloca em risco a integridade física dos membros da Comissão de Direitos Humanos da OAB-ES, e que, em tese, caracteriza crime previsto no artigo 286 do Código Penal, a Seccional requer a apuração dos fatos e instauração de inquérito policial com realização das diligências necessárias e previstas em lei para que, enfim, seja resguardada a aplicação da lei penal.  

keyboard_arrow_up