OAB-ES considera inconstitucional o pagamento irrestrito de auxílio-moradia

Secretário-geral da OAB-ES, Ricardo Brum, em entrevista para a TV Gazeta. Foto: Divulgação.
Secretário-geral da OAB-ES, Ricardo Brum, em entrevista para a TV Gazeta. Foto: Divulgação.
Em entrevista ao jornal Bom Dia Espírito Santo da TV Gazeta desta sexta-feira (26), o secretário-geral da OAB-ES, Ricardo Brum, reforçou o posicionamento de que o pagamento irrestrito de auxílio-moradia é inconstitucional. A Ordem espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue o quanto antes as ações que versam sobre o tema.

 

keyboard_arrow_up