OAB-ES apela por retomada de patrulhamento da PM para que população deixe de ser penalizada

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Espírito Santo (OAB-ES), Homero Mafra, se reuniu nesta terça-feira (07) com o governador do Estado em exercício, Cesar Colnago, e reforçou os pedidos por diálogo. A Ordem faz um apelo aos policiais para que o patrulhamento seja retomado, uma vez que a população não pode mais sofrer com a falta de segurança.  

“Não há dúvida de que esse é um movimento que penaliza a população. As mulheres dos policiais devem compreender que neste momento não sofrem só seus amigos e vizinhos, mas toda a população capixaba. É preciso que exista o diálogo, que se converse, mas, na minha visão, o movimento não se sustenta do ponto de vista legal e de legitimidade na população”, destacou Homero Mafra.

Veja também: Nota Oficial sobre a greve da PM: OAB-ES pede diálogo e apoio federal ao governo

Para o presidente da Ordem, a população paga um preço alto demais pela paralisação das atividades da PM. “Vandalismo, saques, aumento de homicídios, enfim, é preciso compreensão de que se as reivindicações são justas, o caminho encontrado para lutar por elas é absolutamente inapropriado. É preciso razão nessa discussão”, reforçou Homero Mafra.

Ao mesmo tempo, a Ordem reforça que é necessário, por parte do governo do Estado, diálogo constante com os familiares dos policiais e com as associações de classe para que não faltem esforços para a resolução do impasse.

Durante a reunião com Homero Mafra, o governador em exercício, Cesar Colnago, destacou as atitudes tomadas para a volta do policiamento e disse não poupar esforços para regularizar a situação.

keyboard_arrow_up