Nota de pesar pelo falecimento do advogado Délio José Prates do Amaral

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES), comunica com pesar o falecimento do advogado Délio José Prates do Amaral. Ele morreu nesta terça-feira (10), em Vitória, aos 57 anos.
Délio Prates foi tesoureiro da OAB-ES entre 2010 e 2012. Entre 2013 e 2015, foi secretário geral da Ordem. Sua trajetória pública sempre foi marcada pelo combate à corrupção.
O presidente da OAB-ES, Homero Mafra, lamentou a morte do advogado e amigo. “Eu estou desolado, perdi um grande amigo, um grande companheiro. O Espírito Santo perde um cidadão íntegro, que exerceu cargos públicos com dignidade e seriedade. Délio esteve comigo desde a primeira gestão. Fomos companheiros de diretoria, amigos. Deixa um vazio enorme. Estou triste. Muito", disse, emocionado, o presidente da Ordem.
O diretor de Prerrogativas da OAB-ES, Rivelino do Amaral, também destacou as qualidades de Délio Prates.
“A perda do Délio é irreparável, ele foi um diretor da Ordem muito importante, sério, dedicado e respeitado. Ele enobreceu muito a OAB do Espírito Santo com sua dedicação, comprometimento. Vai deixar uma saudade irreparável de toda a advocacia. Era meu amigo pessoal, vai fazer muita falta”, disse Rivelino do Amaral.
O presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia, assim que soube da morte do ex-secretário geral e ex-tesoureiro da OAB-ES, pediu que fosse transmitida à advocacia capixaba e à família as condolências do Conselho Federal.
O presidente nacional da OAB destacou que Délio foi um grande dirigente da Ordem, numa época em que ele era presidente da OAB do Rio Grande do Sul, e depois quando Lamachia era vice-presidente do Conselho Federal, e que tinha grande apreço pessoal por Délio Prates.
O velório do advogado aconteceu no Cemitério Jardim da Paz, em Laranjeiras, na Serra.
keyboard_arrow_up