Levantamento sócio-econômico ajudará a definir estratégias para moradores de área de risco

Durante a segunda reunião realizada na tarde dessa terça-feira (02), na OAB-ES, pelo Grupo G13 que discute o caso de desocupação do bairro Alto Boa Vista, em Cariacica - onde os moradores vivem sob os fios de alta tensão da rede da Escelsa - foi apresentado o levantamento sócio-econômico do local, que ajudará a definir as estratégias para o problema.

Com o estudo ficou diagnosticado que 68 famílias vivem no bairro. Os moradores responderam a um questionário que possibilitou identificar que a maioria está no local há mais de um ano. A baixa renda e escolaridade também foram diagnosticadas como maioria entre os habitantes. Durante a reunião, também foi apresentado pela Cohab um mapa topográfico da cidade de Cariacica, para demonstração da área do município e possível local disponível para construção das casas.

No final do encontro ficou definido que, dentro de 15 dias, uma nova reunião deverá acontecer para a apresentação de novas propostas para solucionar a questão.


A reunião contou com presença do presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-ES, André Luiz Moreira, que está mediando as reuniões; além de representantes da Comissão de Defesa da Cidadania e dos Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Espírito Santo; do Ministério Público; da prefeitura de Cariacica; do Conselho de Habitação (Cohab); da Escelsa; e do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM).

Produzido pela Assessoria de Comunicação da OAB-ES

Mais informações: Raquel Salaroli e Ana Glaucia Chuina (3232-5608)

Foto: Katyúscia Campana

O conteúdo pode ser reproduzido desde que citada a fonte.

keyboard_arrow_up