Jovem Advocacia lota auditório durante abertura do Encontro do Sudeste em Guarapari

O primeiro dia do Encontro da Jovem Advocacia do Sudeste, nessa sexta-feira (23), organizado pela Comissão Estadual de Advogados em Início de Carreira da OAB-ES, foi um sucesso com a presença de representantes das CAICs do Estado, presidentes de Subseções e o representante da jovem advocacia do Conselho Federal, Alexandre Mantovani.

Com o auditório lotado os trabalhos foram iniciados em Guarapari pelo secretário-geral da Ordem, Ricardo Brum, que falou em nome da OAB-ES na ausência do presidente Homero Mafra, que participava do Colégio de presidentes em Maceió. “Nunca devemos perder a capacidade de sonhar, porque é o sonho que faz com que a gente se mova e que possamos lutar contra aquilo que achamos que não está certo. Essa é a marca da jovem advocacia, é a capacidade de olhar para as coisas que não são justas e lutar para que elas efetivamente mudem, é a capacidade de se indignar, de efetivamente tentar fazer as coisas diferentes. Sonhar é isso, é olhar para o melhor. E é isso que você, Natálya, tem feito, quando fala que não perdeu o sonho de fazer justiça, você faz com que a gente lute efetivamente por um país mais justo e melhor. É esse sonho que não podemos perder independente do tempo de formados”, declarou Ricardo Brum.

O secretário geral disse também: “O Brasil tem uma juventude brilhante. Nós somos um país que acabou de passar pelo segundo processo de impeachment em 24 anos, e 15 dias depois estamos em um seminário discutindo leis, o que é sinal de amadurecimento da nossa sociedade, de que essa jovem advocacia vai, ao longo do tempo, fazer a diferença. Vivemos em um país maduro. Concordando ou discordando do processo de impeachment estamos debatendo e não guerrilhando e isso é sinal do amadurecimento da nossa democracia, defendida pela OAB e por todos nós advogados”, finalizou. 



Ao falar para os participantes do Encontro a presidente da CEAIC, Natálya Assunção, lembrou uma frase do presidente do Conselho Federal, Claudio Lamachia, dizendo que a jovem advocacia é o futuro desse país, e pontuou dizendo: “somos o presente também. Somos nós que movemos a máquina, estamos nos balcões dos fóruns, estamos na linha de frente, nós que sofremos diariamente aviltamento dos nossos horários, das nossas prerrogativas e temos que ser incansáveis para a valorização da nossa classe. Precisamos não só do ano da mulher advogada, e exalto aqui com imenso prazer o trabalho brilhante da nossa conselheira federal Flávia Brandão, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-ES, que luta pela valorização da mulher advogada e contribui em todas as ações da jovem advocacia, mas precisamos de muito mais. Parafraseando o Presidente Homero Mafra, defensor incansável da advocacia, tenho orgulho de dizer que amo ser advogada. Não podemos desanimar e nos acomodar. Somos a voz da sociedade civil, somos defensores da sociedade!” 

O representante da jovem advocacia do Conselho Federal, Alexandre Mantovani, se pronunciou dizendo que estar honrado por participar do evento no Espírito transmitiu a mensagem do presidente Lamachia, que enviou um grande abraço a todos. Mantovani falou sobre o Plano Nacional da Jovem Advocacia e suas metas. 

Depois da abertura solene o palestrante Maurício Gieseler falou sobre advogados nas redes sociais. 

O Encontro da Jovem Advocacia do Sudeste continua neste sábado com a abertura do presidente Homero Mafra, que voltou de Alagoas direto para o Encontro da Jovem Advocacia. 

keyboard_arrow_up