Homero Mafra fala em homenagem aos advogados

O papel da Ordem na sociedade, nas principais lutas do país, e a importância do parlamento foram os pontos centrais do pronunciamento do presidente da Seccional, Homero Mafra, na Sessão Solene em comemoração ao Dia do Advogado, realizada na Câmara Municipal de Vitória, nesta segunda-feira (10).

“É preciso sempre homenagear o parlamento, com todas as críticas que possamos fazer, e temos várias. Quando nós assistimos uma Câmara dos Deputados, presidida por Eduardo Cunha, um homem que não está à altura de seu cargo, que não tem os atributos mínimos para presidir a Câmara dos Deputados, e quando criticamos esse que é o inimigo da democracia e da cidadania, nós também dizemos que o parlamento é indispensável, porque, sem o parlamento, o que a gente tem é a ditadura, aquela ditadura que tanto oprimiu, tanto torturou, tanto mal fez a esse país”, enfatizou Homero Mafra.

O presidente da OAB-ES disse ainda: “A advocacia é grata aos homens e mulheres que sustentam a democracia neste país. Nós defendemos a justiça e a democracia. A Ordem é a voz que se levanta contra os abusos e contra a prepotência. A Ordem, que esteve nesta casa em um debate sobre securitização, é a mesma Ordem que denuncia as torturas que ainda campeiam nos presídios capixabas. Mas é também a Ordem que coordenou quando do ataque aos cofres capixabas o Comitê Pró-veto, quando nós capixabas pedíamos ao presidente Lula que vetasse aquela lei infame.”

Homero Mafra completou: “O dia em que a Ordem deixar de olhar para sociedade civil, perderá bastante de sua força, nós somos a voz da cidadania. A Ordem pode dizer, como disse, que o auxílio moradia pago aos magistrados e membros do Ministério Público é uma imoralidade, é aumento disfarçado sim e não é auxilio, porque não tem prestação de contas. É preciso que a Ordem tenha coragem de vocacionar os direitos da democracia e da cidadania.”

Durante a sessão o diretor da Escola Superior de Advocacia da Seccional, Rodrigo Reis Mazzei, recebeu o título de honra ao mérito, assim como outros colegas, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à população. 

keyboard_arrow_up