Competição

Equipe capixaba fica na Semifinal no II Concurso de Júri Simulado Nacional da ENA/CFOAB



equipe capixaba da faculdade MULTIVIX Cariacica se destacou entre os semifinalistas no II Concurso de Júri Simulado Nacional da ENA da Ordem dos Advogados do Brasil – ENA/CFOAB.

O evento aconteceu em Brasília (DF) entre os dias 4 e 8 de novembro e tem o apoio das 12 instituições de ensino superior participantes. O objetivo é debater processos criminais de competência do Tribunal do Júri, já julgados e com trânsito em julgado.

Este ano foi a primeira vez que o Espírito Santo participou do concurso de júri simulado.  “Percebemos desde nossa estréia que temos capacidade de ganhar, então nos próximos anos nos organizaremos mais e melhor para que possamos trazer esse prêmio para o nosso Estado. A qualidade da sustentação oral desses alunos é semelhante à dos mais renomados Tribunos deste país”, disse a presidente da Comissão de Advocacia Criminal e Políticas Penitenciárias da OAB-ES, Manoela Soares, que acompanhou a equipe em Brasília.



Na pontuação individual, nossos representantes se destacaram alcançando o 3º lugar entre todos os correntes do país. A somatória dos pontos que cada um alcançou em cada participação é a pontuação individual.

“Isso significa dizer que mesmo não tendo ido para a final, ou seja, não participando de todos os júris eles alcançaram pontuações individuais superiores a quem efetivamente ganhou o campeonato”, explicou ainda.



No Espírito Santo, a equipe ficou em primeiro lugar no concurso estadual promovido pela ESA/ES. No início deste concurso, a equipe da MULTIVIX-CARIACICA era formada por estudantes do 5º período de Direito. Hoje, eles estão no 6ª período e no concurso nacional competiram com equipes de outros Estados que já estão nos últimos períodos do curso de Direito.

O objetivo do concurso é estreitar a relação entre teoria e prática e possibilitar ao profissional formação e contato com os casos ocorridos na vida real. Cada seccional da Ordem pode inscrever apenas uma equipe, formada por no máximo seis estudantes, sendo três titulares e três suplentes, devidamente demonstradas as matrículas de cada um dos inscritos junto à respectiva instituição de ensino, bem como um representante em todas as sessões.
keyboard_arrow_up