Confira a relação de nomes sorteados que poderão atuar como dativos na 3ª Ação da Família do TJES

Sorteio foi realizado na sede da Seccional. Foto: Divulgação.
Sorteio foi realizado na sede da Seccional. Foto: Divulgação.

Em audiência pública realizada na sede da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espírito Santo (OAB-ES) nesta segunda-feira (07), foram sorteados 59 advogados e advogadas que agora podem atuar como Dativos na 3ª Ação de Família, a ser realizada entre os dias 21 e 30 deste mês na Escola da Magistratura do Estado.

O evento foi coordenado pela Comissão Estadual da Advocacia em Início de Carreira (CEAIC), e contou com a presença da vice-presidente da Seccional, Simone Silveira, e das assessoras da Coordenadoria dos Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania do TJES (Cejusc), Paula Cavalcanti e Lavínia Vieira.

É necessário explicar que apenas 59 nomes foram sorteados devido a redução do número de processos em pauta. Inicialmente, a ideia era trabalhar com 72 advogados dativos. Também merece destaque que o número total de inscritos foi de 365, e não de 465 como divulgado anteriormente. Muitas duplicidades foram encontradas nos cadastros e, assim, após conferência, houve a redução no número.

VEJA AQUI A RELAÇÃO DE NOMES SORTEADOS

Foram sorteados quatro nomes por período, manhã e tarde, entre os dias 21 e 30 de novembro, excluído o final de semana. Ao todo, serão realizadas 133 sessões de mediação judicial e o advogado que não puder participar deve comunicar o 1º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania do TJES (Cejusc).

Presidente da CEAIC, Natálya Assunção reforçou que a Comissão está feliz com a forma com que todo processo foi conduzido. “Foi tudo muito transparente e marcou apenas o início dessa parceria. Queremos continuar o trabalho conjunto e aguardamos que os colegas sorteados sejam realmente nomeados como Dativos”.

Assessora do TJES, Paula Cavalcanti também destacou a transparência do sorteio dos nomes e pontuou a importância da parceria com a Ordem. “A advocacia é uma atividade técnica essencial que auxilia muito na mediação. Os advogados são fundamentais na mesa de conciliação para exercer a atividade técnica de avaliação sobre os acordos que estão sendo firmados”.

Ao encerrar as atividades, a vice-presidente da OAB-ES, Simone Silveira, declarou que o desafio maior da advocacia é estimular a conciliação. “A sociedade exige evolução na solução dos conflitos. Sugiro que vocês estejam cada vez mais capacitados no Direito de Família e estimulem a conciliação sempre que possível”.

Advogada em início de carreira, Camila Moreira Teixeira foi uma das sorteadas e comemorou a forma como os advogados foram selecionados. “Foi bem interessante. Assim, advogados que não têm ainda muita facilidade para atuar como Dativos conseguem uma oportunidade”, disse.

Já Fernanda da Silva Teixeira acredita que a iniciativa foi válida, uma vez que possibilita ao jovem advogado atuar nesse tipo de processo. “Vamos tentar promover a mediação e encontrar uma solução para os problemas dessas famílias”, destacou.

Saiba mais:

Em caso de dúvida entre em contato com o 1º Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania do TJES (Cejusc). O telefone é: (027) 3334-2151.


Galeria de Fotos

keyboard_arrow_up