Advocacia capixaba participa pela primeira vez de sessão do STJD no Estado

A advocacia capixaba tem, nesta quinta-feira (12), a oportunidade única de vivenciar uma sessão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), realizada pela primeira vez no Estado. A sessão itinerante foi uma iniciativa da Comissão Especial de Direito Desportivo da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Espírito Santo (OAB-ES), e da Federação de Futebol do Estado (FES), e está sendo realizada no auditório da Seccional. 

Estão em pauta o julgamento de nove ações. A sessão - que começou às 11 horas - conta com a presença do presidente do Pleno do STJD, Ronaldo Piacente, assim como auditores, defensores e procuradores. A secretária geral adjunta da OAB-ES, Érica Neves, participou da abertura da sessão e agradeceu ao STJD pela escolha do Estado. "A realização desta sessão no Espírito Santo tem um simbolismo muito grande, por sermos um Estado em que o futebol ainda luta para crescer", disse Érica Neves. 

A secretária geral adjunta da OAB-ES, Érica Neves, participou da abertura da sessão do STJD

O presidente do STJD, Ronaldo Piacente, destacou que o objetivo com as sessões itinerantes é  mostrar o trabalho do órgão máximo da justiça desportiva do País e trocar experiências com os tribunais regionais. "Fazemos isso para mostrar como o STJD tem votado, como funciona o Tribunal. Como somos a última instância, é importante trazer essas experiências para os tribunais regionais. E a ideia é continuar com as sessões itinerantes pelo Brasil. Já temos a próxima programada para o Ministério do Esporte, para o dia 11 de maio", ressalta Ronaldo Piacente. 

Para o presidente da  Comissão Especial de Direito Desportivo da OAB-ES, Segundo Luis Meneguelli, a realização da sessão é muito importante para mostrar à advocacia como funciona a justiça desportiva. "Primeiro, porque é um tribunal pleno da CBF, do esporte principal do Brasil, que é o futebol. Cada Estado tem o seu tribunal, mas isso é pouco divulgado no Estado, devido à nossa falta de tradição no esporte. Mas essa sessão tem um apelo forte, pois estamos falando de futebol da série A", observa.

O presidente da Comissão acredita que há um bom nicho de mercado para a advocacia na área desportiva, e que esse campo do Direito só tende a crescer.  "A tendência é de crescimento, porque a Federação de Futebol do Estado está trabalhando para a profissionalização dos clubes com um ímpeto muito forte. E havendo isso, os resultados positivos virão",  comemora.

Galeria de Fotos

keyboard_arrow_up