Mulher advogada

Vice-presidente da OAB-ES anuncia criação de Ouvidoria da Mulher



Mais uma conquista na defesa das mulheres advogadas capixabas. A vice-presidente da OAB-ES, Anabela Galvão, anunciou a criação de uma Ouvidoria específica para advogadas durante reunião virtual na quinta-feira (19/11) com conselheiras da Seccional e representantes da Comissão da Mulher Advogada.

A iniciativa foi aprovada pelas participantes e representantes da OAB-ES. Estiveram presentes a conselheira federal, Luciana Mattar Vilela Nemer, as conselheiras Manoela Soares, Mayara Nogueira, Sabrina Torezani da Fonseca Gava, Juliana Pimentel Miranda dos Santos, Maria Madalena Borges Fajardo, a presidente da Comissão da Mulher Advogada, Livia Dal Piaz e a secretária geral adjunta, Genaina Vasconcelos.

A Ouvidoria da Mulher será lançada no início de dezembro e será implementada ainda este ano. A vice-presidente e idealizadora, Anabela Galvão, apresentou o projeto e explicou que além da Seccional, as 18 Subseções também serão atendidas.

“Pretendemos prestar atendimento não só às advogadas da Grande Vitória, mas também do interior do Estado. Precisamos combater quaisquer tipo de violência e violações de prerrogativas das mulheres advogadas no exercício de suas funções. O trabalho também contará com o apoio da CAAES, que é o nosso braço assistencial. Quero agradecer a participação de todas na reunião. Conto com vocês mulheres para trabalharmos juntas. É nossa missão ver as advogadas trabalharem felizes, sem medo e serem respeitadas podendo sempre contar com o apoio da OAB-ES”, destacou Anabela Galvão.

As representantes da OAB-ES parabenizaram o projeto. “A Ouvidoria da Mulher será um marco na história da OAB. Um local especialmente pensado para acolhimento às mulheres sobre questões que tocam a violência de gênero. Sabemos que a violência pode se dar de diversas maneiras, não sendo só a física, nem somente a do âmbito doméstico, apesar de serem, infelizmente, muito comum na sociedade e na nossa classe. Disponibilizar atendimento psicológico, que é um serviço que traz muito resultado e muitas vezes não comporta no orçamento da vítima, é fundamental. Mas a OAB-ES vai além na medida em que pretende mapear e combater a violência de gênero no ambiente de trabalho da advogada, seja nos escritórios, seja nos fóruns, pois a falta de respeito e o assédio não podem mais ser tolerados”, disse a presidente da Comissão Advogada, Livia Dal Piaz.

“Recebi com muita satisfação a notícia da criação da ouvidoria de violência contra a mulher advogada da Seccional da OAB/ES. Tenho certeza que será um importante trabalho desenvolvido pela gestão do Presidente, Dr. Rizk, e da Vice-Presidente, Dra Anabela Galvão, na busca do combate à violência contra as mulheres”, comentou a vice-presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-ES, Juliana Pimentel Miranda dos Santos.
keyboard_arrow_up