Capacitação

OAB-ES e ESA-ES apresentam para as Subseções os cursos de pós-graduação para advogados e advogadas




A Ordem dos Advogados do Brasil- Seccional Espírito Santo (OAB-ES), em conjunto com a Escola Superior de Advocacia (ESA-ES), apresentou, na manhã de 12 de março, os cursos próprios de pós-graduação em Direito que serão oferecidos, a partir de maio, a advogados e advogadas.

Estiveram presentes também representantes da Caixa de Assistência dos Advogados do Espírito Santo (CAAES), de algumas das Subseções (alguns presidentes não puderam comparecer devido à situação dos municípios, cujas chuvas dos últimos dias vem castigando várias cidades do interior), coordenadores de cada um dos seis cursos de pós-graduação, além de advogados e advogadas.

Para o presidente da OAB-ES, José Carlos Rizk Filho, essa é mais uma ação em prol da qualificação dos advogados e advogadas, principalmente aqueles que moram no interior e que sempre enfrentam dificuldades quando o assunto são oportunidades de pós-graduação. “Estamos passando por grandes desafios, por conta da pandemia, mas mesmo assim demos continuidade ao nosso trabalho na Ordem e agora estamos podendo oferecer, em parceria com a ESA-ES, seis cursos próprios de pós-graduação de excelência e por um custo-benefício imperdível”, explicou.

O evento seguiu todos os protocolos de segurança contra a Covid-19, com cadeiras separadas por 1,5 metro de distância, o uso obrigatório de máscara e álcool em gel.

Em sua fala, o presidente da ESA-ES, Alexandre Zamprogno, disse: “Esse projeto foi criado pensando exclusivamente no advogado, na sua qualificação. Era para ter iniciado logo no começo da gestão de nosso presidente Rizk, mas tivemos alguns entraves por conta da certificação. Logo depois, infelizmente, veio a pandemia. Mas mesmo assim continuamos trabalhando para a sua concretização. E, agora, estamos aqui, com seis cursos de pós-graduação totalmente formatados e certificados por duas grandes instituições de ensino, a Faesa e a Doctum”, ressaltou Zamprogno.

O presidente da ESA-ES explicou, ainda, que a cooperação das Subseções é primordial para que possam dar início logo aos cursos. “A ideia é que devido à pandemia, a gente comece de forma virtual, e, posteriormente, passe para o modo presencial”, explicou.

Em seguida, a palavra foi passada para a vice-presidente da OAB-ES, Anabela Galvão, que também salientou a importância da criação desses cursos de pós-graduação como uma forma de democratizar o ensino do Direito. “Uma das principais ações do presidente Rizk, desde o começo de sua gestão, é exatamente oferecer aos advogados e advogadas do interior as mesmas oportunidades que são oferecidas àqueles que moram na Capital, e a qualificação profissional está dentro da visão democrática dessa nova Ordem”, disse Anabela Galvão.

O presidente da ESA-ES, Zamprogno, exibiu um vídeo breve falando sobre o trabalho da Escola Superior de Advocacia. E logo depois passou a palavra para a coordenadora do curso de Direito da Faesa, Sayury Silva de Otoni, que veio representando o Diretor de Desenvolvimento Institucional, Erthelvio Nunes Junior.

Ela agradeceu a oportunidade de estar ali naquele momento e pediu desculpas pela fala breve que faria, explicando que todos da instituição estavam tristes com a morte, no dia 11/03, da educadora e fundadora da Faesa, Waldeth Nunes Theodoro, com 91 anos.

“Waldeth foi uma grande líder que tinha como mote de vida dar a melhor qualificação que pudesse para cada um de seus alunos. Por isso, em nome dela e da Faesa quero agradecer a OAB-ES e a ESA-ES pela confiança no nosso trabalho. O que estamos fazendo, não é um retorno e, sim, algo inovador que construiremos juntos, com o único objetivo de proporcionar aos advogados e advogadas uma qualificação de excelência para que possam trilhar novos caminhos”, ressaltou Sayury Otoni.

Já a Diretora de Ensino da Doctum, Janaína Dardengo, fez questão de lembrar que esses cursos de pós-graduação são muito importantes para o sul do Espírito Santo e mostram a atenção que a OAB-ES e a ESA-ES estão tendo com os advogados que moram na região, levando qualificação de excelência até eles. “A Doctum está feliz em poder participar dessa missão, que é transformar vidas pela educação”, alertou.

Já o vice-presidente da Doctum, José Lucio Monteiro, agradeceu a parceria da OAB-ES e ESA-ES com a instituição. “Nós também fazemos parte dessa democratização do ensino, levando qualificação para o interior de forma humanística, afinal, apesar de toda a tecnologia dos tempos atuais, o ser humano ainda é a parte central de todo o conhecimento”, lembrou Monteiro.

Já o Diretor de Pós-Graduação da ESA-ES, Victor Massante Dias, lembrou que essa parceria representa o espírito da Ordem nessa nova gestão, cuja palavra é democratização. “E por isso optamos em abrir um Edital para decidir quais instituições seriam as certificadoras dos nossos cursos de pós-graduação. Como disse Sayury, não estamos retornando com os cursos de pós, estamos, na verdade, nos reinventando, propondo uma nova ideia de qualificação para advogados e advogadas. Estamos dando, mais uma vez, um passo firme e de responsabilidade”, ressaltou.

O presidente da CAAES, Aloisio Lira, parabenizou a iniciativa, através do presidente da ESA-ES, Zamprogno, e da OAB-ES, Rizk, e disse que está à disposição para colaborar no que for necessário com essa importante iniciativa dos cursos de pós-graduação. Também foi exibido um vídeo sobre a CAAES.

Saiba mais sobre os cursos de pós-graduação:

São seis cursos de pós-graduação:

Direito Processual Civil (Coordenador: José Antônio Neffa Junior)
Direito Notarial (Coordenador: Rodrigo Reis Cyrino)
Direito Penal (Coordenador: Lecio Silva machado)
Direito no Trabalho (Coordenador: Alexandre Zamprogno)

Expectativa de preço: R$ 250, mensais

Direito de Estado (Jader Ferreira Guimarães)
Direito Processual Eleitoral (Coordenador: Wilma Chequer Bou-Habib)

Expectativa de preço: de R$ 600 a R$ 650.

Eles vão iniciar de forma virtual e, posteriormente, passar ao modo presencial.
keyboard_arrow_up