Deputada ítalo-brasileira visita a OAB-ES e defende agilidade em processos de cidadania

A deputada foi recebida pela diretoria da OAB-ES
A deputada foi recebida pela diretoria da OAB-ES

A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Espírito Santo (OAB-ES) recebeu nesta quarta-feira (21)  a visita da advogada  Renata Bueno, a primeira deputada ítalo-brasileira eleita pelo Parlamento Italiano.  Nascida em Brasília, Renata tem dupla cidadania - italiana e brasileira -  e  foi eleita em 2013, com mais de 20 mil votos dos cidadãos italianos residentes na América do Sul. 


Entre as plataformas de campanha da deputada, que neste ano concorre à reeleição, estão a agilização dos processos de reconhecimento de cidadania italiana e a instalação de uma agência consular no Espírito Santo. 


A deputada foi recebida pelo presidente da OAB-ES, Homero Mafra; pela vice-presidente da Ordem, Simone Silveira; e pelo diretor tesoureiro e presidente da Comissão Especial de Relações Internacionais, Giulio Cesare Imbroisi. 

 

Os cidadãos italianos que residem fora da Itália já receberam em suas casas as cédulas para votarem nas eleições deste ano. Só no Espírito Santo, são 15 mil moradores com dupla cidadania. Para votar, basta preencher a cédula e devolver o voto pelos Correios ao Consulado Geral da Itália, até o dia 25 de fevereiro, ou entregar pessoalmente no mesmo local até o dia 28 de fevereiro.  No Brasil, em média, cerca de 30% dos habilitados a votar participam do processo.

O ideal, como destaca a deputada, é aumentar essa participação. “Temos que mostrar a força e a representatividade que a comunidade ítalo-brasileira tem”, diz a deputada. Para o presidente da OAB-ES, a visita foi uma homenagem e motivo de alegria para a Ordem. “Todos os parlamentares deveriam seguir esse exemplo, de prestar contas de seus mandatos à sociedade”, salientou Homero Mafra.

Na oportunidade, o presidente da Comissão de Relações Internacionais da OAB-ES e diretor-tesoureiro da Ordem, Giulio Cesare Imbroisi, entregou a deputada a Cartilha do Refugiado que foi cuidadosamente elaborada para contribuir na orientação aos refugiados no Espírito Santo. A parlamentar elogiou a ação e disse atuar bem próxima ao tema dos refugiados na Itália.

keyboard_arrow_up